Esculpindo a face do persa para exposição

Esculpir a face de um persa é uma forma de arte. Existem alguns exibidores magníficos que são os de primeira linha. Ann Sones of Myshadows, Darlene Feger of Kitty Charm e Tia Steiner of Teah’s para mencionar alguns. Essas três mulheres nunca apresentam um gato que não seja uma perfeição. Como uma mulher bonita, um gato bonito precisa de uma refinada mão de mestre, cosmetologista. Cada pelo em seu lugar sem uma aparência artificial.

Muitos juízes confirmarão a aparência, enquanto outros acreditarão que isto é exagerado. Se um juiz te disser que a escultura é exagerada provavelmente seja mesmo. Eu acho que alguns exibidores raspam os pelos da face de seus gatos para dar uma aparência lisa e polida. Eu imagino como eles se pareceriam sem sobrancelhas ou cílios.

O equipamento correto é obrigatório. Não compre tesouras baratas. Compre a mais fina, pequena, curva e finas lâminas que você puder.

Escolha um lugar que seja de uma altura confortável para você e bem iluminado. Você não deseja que uma luz atrás seja responsável por uma sobra. Luz natural de frente em um dia iluminado funciona bem. Coloque seu animal em uma superfície contrastante. A razão para isso é simples. Você estará trabalhando no gato por trás e precisará olhar por baixo da cabeça do gato para ver os quanto e de que forma precisará cortar os pelos. Se o gato é branco em uma superfície branca, você não saberá onde cortar.

Assim primeiramente arredonde as orelhas com uma curva e rombuda tesoura. Se as orelhas forem pontiagudas, não siga uma linha, mas faça seu próprio contorno com aparência arredondada.

Próximo passo, cortar os pelos acima dos olhos que se penteando para baixo poderiam cobrir os olhos, corte com a “raiz” (de tempos em tempos use um líquido para olhos, estéril para lavar e tirar os pedacinhos de pelos dos olhos).

Agora, pegue um par de finas lâminas. Se posicionando atrás do animal, pegue um fino pente e comece justo acima dos olhos, penteando para baixo. Alguns pelos serão mais longos ou mais curtos no animal. Apare-os uniformemente tendo certeza de não tirar fora as sobrancelhas. Eu continuo fazendo isso até alcançar o topo da cabeça.

Freqüentemente, há “chifres” nas orelhas. Mantendo em mente a ilusão ótica de arredondamento, afunile-as com um par de lâminas pelos lados e acima da orelha. Algo como uma curva ao natural.

Se um filhote ou adulto tiver “suíças”, aqueles pelos que protuem das bochechas irregularmente, pode ser retiradas gentilmente até que uma bochecha redonda seja adquirida. Acima do focinho de alguns persas, o pelo cresce em “V”. Com uma tesoura curva, retire até o ponto no qual o focinho pareça redondo.

Alguns truques são um pouco difíceis de explicar, por exemplo, um gato pode ser classificado como “focinhudo” pode ser amenizado com um delicado e apropriado corte de pelo no focinho para aplainar e dar uma aparência lisa. Isso é algo que não deveria ser tentado imediatamente antes de uma exposição. Isso levaria várias vezes para se ter certeza de quais pelos devem ser retirados.

Eu sugeriria fortemente que se deveria tentar esses truques com a tesoura em casa com seus persas de estimação até adquirir habilidade de esculpir. Lembre-se que os melhores gatos do mundo não adquirim esse status da noite para o dia. Suas carreiras começam muito antes deles entrarem no ringue de exposições

Créditos: Texto de Diane Castor. Tradução de Marcelo Medeiros.


Criação de Sites - Artweb